Editorial

Autores

  • Cintia Sanmatin Fernandes UERJ
  • Jeder Janotti Jr UFPE
  • Nadja Vladi UFRB
  • Tobias Queiroz UERN

Resumo

No Dossiê “Práticas sonoro-musicais: raças, gêneros e conexões comunicacionais” procuramos refletir sobre fenômenos culturais de diferentes grupos de mulheres, negros/as, lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e queers que assumem parte do protagonismo sócio, político e cultural e que acionam performances enunciando outras formas de habitar e existir, e outras éticas e estéticas. Com as contribuições de estudos africanos, afro-diaspóricos e pelo recente potencial insurgente nas ciências humanas das epistemologias decoloniais e pós-coloniais, esse Dossiê se debruça sobre linhagens teóricas que possam questionar teorias universalizantes comumente localizadas no Norte Global. Consideramos importante repensar a amplificação nas epistemologias dos estudos de comunicação e de música no Brasil buscando a emergência desses corpos-políticos, bem como, de suas interseccionalidades, somadas às questões de gênero, classe e territorialidades.

Downloads

Publicado

17/11/2022

Como Citar

FERNANDES, C. S.; JANOTTI JR, J.; VLADI, N.; QUEIROZ, T. Editorial. Revista Trilhos, Santo Amaro, Bahia, v. 3, n. 1, p. 91–94, 2022. Disponível em: https://revistatrilhos.com/home/index.php/trilhos/article/view/88. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Práticas sonoro-musicais: raças, gêneros e conexões comunicacionais